Matéria

Insônia: um distúrbio que incomoda cada vez mais o sono, gerando estresse e ansiedade


insonia, sono

Com certeza você já sabe que nosso cérebro possui dois hemisférios, esquerdo e direito. Sabe também que o lado esquerdo está relacionado aos aspectos lógicos e racionais, enquanto o hemisfério direito está relacionado com nossas emoções, criatividade, etc.
Mas você saberia dizer como isto ocorre na prática? Como estimular os dois hemisférios? Ou como o nosso dia-a-dia acaba estimulando-os? Como se relacionam quanto ao sistema simpático e parassimpático?

Desde a infância, seja pela escola, ensinamento dos pais ou sociedade somos estimulados com maior frequência nos aspectos lógicos e racionais: vá para escola, tire boas notas, seja o primeiro, você precisa ser alguém na vida, precisa decorar, aprender, estudar mais, se dedicar, disciplina. Ou seja, somos muito estimulados ao nosso sistema simpático.

Felizes os que desde a infância são estimulados a desenvolver mais o hemisfério direito: aprendendo a cantar, dançar, meditar, brincar mesmo na idade adulta, se permitir aprender coisas novas relacionadas a arte ou conhecimento das próprias emoções. Ou seja, somos pouco estimulados ao nosso sistema parassimpático.

Mas enfim, o que são os sistemas simpático e parassimpático?
Ambos são partes do sistema nervoso central. São responsáveis por atividades espontâneas do corpo como: nossa respiração, os batimentos cardíacos, nossa digestão, controle da temperatura interna, produção de adrenalina, glicose, etc.

Resumindo... as atividades corriqueiras do dia-a-dia, responsabilidades, metas, prazos, trabalho e mais trabalho estimulam muito o sistema simpático e sobrecarregam o organismo estimulando-o demais. É quando surgem as dores no corpo, insônia ou sono de péssima qualidade, e como consequência gera insatisfação e fadiga, estresse, agitação exagerada, pensamentos acelerados, ansiedade.



Como se cuidar?


É necessário equilibrar atividades que vão estimular o sistema parassimpático. É necessário se cuidar mais, fazer uma caminhada, relaxar, se dar direito a uma massagem, dançar, correr, fazer atividades que te façam desligar-se da agitação das responsabilidades, aprender algum instrumento musical.



Meditar


A meditação equilibra o sistema parassimpático de modo rápido e profundo. Com apenas 10 minutos diários, tanto faz se ao acordar ou ao antes de se deitar. Em um prazo curto de 2 a 5 semanas o sistema parassimpático estará muito mais equilibrado, normalizando nossas funções vitais, nos trazendo muito mais saúde e equilíbrio para a vida.


Fabiano de Freitas
Psicólogo e terapeuta

insonia, sono

Fabiano de Freitas